Proteína vegetal e animal: esclareça as principais dúvidas sobre o suplemento


Proteína vegetal e animal: esclareça as principais dúvidas sobre o suplemento

A nutricionista Patrícia Arraes explica os benefícios do composto à base de proteína vegetal e enfatiza a importância de acompanhamento nutricional

Quando o assunto é proteína vegetal, surgem várias dúvidas sobre a sua qualidade, principalmente quando comparada à proteína de origem animal. A grande diferença da proteína vegetal é que ela é extraída de fontes vegetais, além de ser hipoalérgica, ela oferece melhor digestibilidade. De acordo com a nutricionista Patrícia Arraes a proteína vegetal é um composto de isolados proteicos que tem como função fornecer aminoácidos em doses altas e de forma isolada para atletas, desportistas ou pessoas que necessitem de maior ingestão proteica para atingir suas necessidades diárias.
Toda proteína, seja de origem animal ou vegetal, é composta por aminoácidos. Estudos apontam que a incorporação de aminoácidos no músculo pós-treino, contribui para minimização da dor e recuperação energética sendo semelhante em praticantes de atividade física que utilizem isolados proteicos tanto de origem vegetal quanto animal.
Segundo Cleidson Teixeira, representante da Buzzy Foods, importadora da Sunwarrior no Brasil a procura pela proteína vegetal teve um excelente crescimento nos últimos meses. “A mudança sustentável, orgânica e o veganismo são a maior tendência do mercado de proteínas no momento”, ressalta Cleidson.

Saiba onde encontrar Sunwarrior

Atletas que buscam fortalecimento e aumento de massa muscular também encontram esses benefícios no suplemento à base de proteína vegetal. “Ganho de massa muscular, espessura muscular, recuperação durante e após treino de força são resultados presentes na proteína vegetal”, conta a nutricionista Patrícia.

O acompanhamento nutricional desse suplemento deve ser individualizado de acordo com o histórico de treino ou clínico do paciente. A especialista Patrícia Arraes ainda revela que indivíduos que não atingem a necessidade diária de ingestão proteína via alimentos, podem recorrer a proteína vegetal, e em questões clínica ou cirúrgicas é necessário a suplementação potencialmente.






Deixe o seu comentário:


ago 2018
out 2017
ago 2017
jun 2017